top of page

Vereadores questionam prefeitura pela aquisição de 18 mil refeições

Vereadores solicitaram informações e documentos sobre a aquisição de refeições pela Prefeitura em 2018 e 2019, as quais foram destinadas aos funcionários de algumas secretarias.


Em conformidade com sua função fiscalizadora, a Câmara Municipal de Leopoldina iniciou o ano de 2020 aprovando diversos requerimentos solicitando informações e documentos ao Poder Executivo.


Uma dessas matérias, de autoria do vereador José Augusto Cabral, questionou a Prefeitura sobre aquisição de refeições para atender às secretarias municipais.


Na reunião ordinária realizada na segunda-feira (03/02), o vereador apresentou o Requerimento nº 02/2020 que solicitou o envio da relação completa dos servidores municipais que foram beneficiados com as respectivas refeições em 2018 e 2019, juntamente com as datas e justificativas. Segundo apurou José Augusto, no referido período, o Município adquiriu mais de 18 mil quentinhas, com um custo aproximado de R$218.155,20, as quais foram destinadas aos servidores municipais que já recebem vale-alimentação.


O parlamentar elaborou seu questionamento a partir do Requerimento nº 115/2019, de autoria do vereador Pastor Darci José Portella, que não foi integralmente respondido pelo Poder Executivo. Na resposta encaminhada à Câmara, a Prefeitura anexou alguns documentos e informou que foram atendidas as Secretarias de Desenvolvimento Econômico, Obras, Agricultura, Serviços Urbanos, Saúde e Esportes.


Diante da resposta do Executivo, José Augusto Cabral reiterou o questionamento, referindo-se aos itens que não foram respondidos no requerimento anterior. Segundo ele, há uma prática de se elaborar um requerimento com três ou quatro questionamentos e a Prefeitura, através dos secretários, responde a um desses itens e considera que o requerimento foi integralmente respondido.


Durante a discussão da proposição, José Ferraz Rodrigues comentou que esse é um assunto que merece um estudo mais aprofundado em virtude do número de quentinhas adquiridas, o que dá uma média de 1500 refeições por mês, além do fato de os servidores municipais já receberem o vale-alimentação.


Concluídas as discussões, o Requerimento nº 02/2020 foi aprovado por unanimidade e recebeu assinaturas de apoio dos vereadores Valdilúcio Malaquias, Jacques Villela e José Ferraz Rodrigues.

Fonte: Câmara de Vereadores

Opmerkingen


bottom of page