top of page

Terceira fase da operação Caminhos de Minas é deflagrada em rodovias por todo o Estado


A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública deflagraram, nesta segunda-feira (19/07), a Fase III da operação integrada Caminhos de Minas.


Lançada de forma concomitante por rodovias de todo o Estado, a megaoperação tem foco em ações de prevenção e repressão qualificada à criminalidade violenta, sobretudo ao narcotráfico, ao roubo de cargas e aos crimes ambientais.


As duas edições anteriores, realizadas nos meses de fevereiro e março, somaram mais de 20 mil veículos abordados, quase quatro toneladas de drogas apreendidas, aproximadamente 40 armas de fogo retiradas de circulação, dez mandados de prisão realizados e cerca de 300 pessoas presas. O evento de lançamento desta terceira etapa aconteceu na BR356, próximo ao BH Shopping, na capital mineira, e também foi oportunidade para celebração do cinquentenário do Policiamento Rodoviário Militar e dos 93 anos da PRF, comemorados nesta semana.


Para o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Rogério Greco, as expectativas quanto aos resultados da terceira fase da megaoperação são altas. "As duas etapas anteriores foram um sucesso absoluto, sendo este um projeto exitoso. A tendência é que as operações integradas se perpetuem em nosso Estado, com uma boa frequência. A integração é fundamental para as polícias e para a Segurança Pública de forma geral", analisa o titular da pasta.


Inteligência


O comandante do Policiamento Rodoviário da PMMG, coronel Valmir José Fagundes, destaca a importância da ação atenta dos militares nas autopistas por todo o território mineiro. "Hoje, completamos 50 anos de Polícia Militar Rodoviária no Estado de Minas Gerais e o nosso presente é Segurança Pública, integração e maior presença policial nas estradas. Reforçamos o policiamento, atuando de forma ostensiva, para aumentar a sensação de segurança nas rodovias", relata.


Por sua vez, o Superintendente Regional da PRF, inspetor Marco Antônio Territo de Barros, declara que o efetivo empregado pela força será ampliado com relação às fases anteriores, especialmente nas regiões de divisas. "Minas Gerais é um grande hub na distribuição de drogas para outros Estados. A sinergia entre as instituições de Segurança Pública tem possibilitado a nós o êxito no combate ao narcotráfico, por meio das trocas de informações de inteligência", explica.


Resultados


As primeiras e segunda fases da Caminhos de Minas aconteceram, respectivamente, entre 22 e 25 de fevereiro e entre 22 e 26 de março de 2021. Os resultados de ambas as edições indicam uma redução de 34% e 30% na criminalidade violenta no Estado, quando comparada aos períodos semelhantes de 2020, conforme os dados do Observatório de Segurança Pública da Sejusp, compilados a partir do Registro de Eventos de Defesa Social (Reds).


Vale a ressalva de que, em fevereiro do ano passado, aconteciam festividades de Carnaval e não havia ainda um contexto de pandemia. No entanto, as estatísticas apresentam um impacto significativo do reforço policial nas rodovias mineiras para a segurança em Minas Gerais, sinalizando que o crime trafega pelas estradas.


Estrutura móvel


Além das diligências da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal, distribuídas por todo o território mineiro, a Sejusp posicionou um estrutura do Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICC Móvel) no posto da PRF em Itaobim, na macrorregião dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, considerado um dos pontos estratégicos da megaoperação.

A carreta é equipada com câmeras de grande alcance, recursos tecnológicos de áudio, vídeo, informática e radiocomunicação. No local, operam também equipes da PMMG, da PRF, do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) e da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase).

Fonte: Polícia Militar de Minas Gerais


Comments


bottom of page