top of page

Prefeitura de Cataguases compra 30 mil máscaras por R$ 90 mil

Na mesma época, prefeito José Roberto pagou R$ 380 mil por 20 mil máscaras


A cada dia, o “caso das máscaras” vai ganhando novo capítulo. O site ZM apurou e descobriu que a Prefeitura de Cataguases, em março (dia 27), fez uma compra de 600 caixas – contendo 50 unidades cada - de máscara tripla – elástico CA Protdesc no valor unitário de R$ 3,00 (três reais), perfazendo o total de 30 mil máscaras por um valor de R$ 90.000,00 (Noventa mil reais).


A compra foi realizada da empresa Total Maxparts Comercial Ltda da cidade de Lagoa da Prata, Minas Gerais.


EM LEOPOLDINA

Quase um mês após o prefeito José Roberto de Oliveira assinou a Dispensa de Licitação nº 22/2020 no dia 22 de abril de 2020 com a MB Atacadista e Serviços – ME – Monique Aline Carvalho Bueno – para a aquisição de 20 mil máscaras N95 com o valor unitário de R$ 19,00 (dezenove reais). O valor total do contrato foi de R$ 380.000,00 (Trezentos e oitenta mil reais).


APURAÇÃO

A compra das máscaras realizadas pela Prefeitura de Leopoldina está sendo alvo de investigação pelos integrantes da Rede ARCCO – Ação Integrada da Rede de Controle e Combate à Corrupção – da qual fazem parte o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais e o Ministério Público de Contas – MPCMG e também através de uma comissão processante da Câmara de Vereadores de Leopoldina composta pelos vereadores José Augusto Cabral (Presidente), Valdilúcio Malaquias “Didi da Elétrica” (Relator) e Antonio Carlos Pimentel “Totonho” (Secretário).


A Terceira Promotoria de Justiça do Ministério Público de Leopoldina abriu um Inquérito Civil MPMG 0384.20.000112-9 no dia 28 de abril de 2020 para investigar a dispensa de licitação para aquisição de máscaras de proteção N95 - Enfrentamento ao COVID-19 pelo prefeito José Roberto de Oliveira.

Comments


bottom of page