top of page

Incêndio em apartamento no Bairro Bela Vista mobiliza Corpo de Bombeiros de Leopoldina

Indícios de ação criminosa levam à intervenção da Polícia Civil


O incêndio que assolou um apartamento na Rua João Teixeira de Moura Guimarães, no Bairro Bela Vista, nesta segunda-feira, 27 de novembro, ganha contornos mais complexos com indícios de ação criminosa, conforme relatos do Corpo de Bombeiros.


Ao chegar ao local, os bombeiros constataram que a porta do imóvel estava arrombada, evidenciando sinais de entrada forçada. Além disso, os focos de incêndio estavam concentrados no quarto das crianças e no quarto do casal, aumentando a suspeita de que o incidente não tenha sido acidental.


Durante o combate às chamas, os bombeiros observaram que o botijão de gás se encontrava com a tampa acessa, sugerindo uma possível manipulação intencional. Preocupantemente, os moradores não estavam no local no momento do incidente, o que levanta questões sobre a possibilidade de envolvimento de terceiros no ocorrido.


Diante desses indícios, o Corpo de Bombeiros decidiu acionar a perícia da Polícia Civil para uma análise mais detalhada da cena. O perito Luiz Otávio foi destacado para investigar as circunstâncias que levaram ao incêndio e determinar se há elementos que apontem para ação criminosa.



A ocorrência contou com a participação ativa do Sargento Franco, Soldado Esteves e Soldado Robert do Corpo de Bombeiros de Leopoldina, que coordenaram os esforços para controlar as chamas e preservar a segurança no local.


O caso encontra-se em fase de investigação, e as autoridades locais estão trabalhando em conjunto para esclarecer os fatos. O apoio da Polícia Civil será crucial para determinar a causa exata do incêndio e, se confirmado como criminoso, identificar os responsáveis.


A comunidade local está sendo orientada a colaborar com informações que possam contribuir para a elucidação do caso. A segurança pública e a prevenção de incidentes semelhantes tornam-se ainda mais prioritárias diante das circunstâncias suspeitas desse trágico acontecimento.




Comments


bottom of page