top of page

Folia De Reis: Tradição Silenciada

Em 2017, o Conselho Estadual de Patrimônio de Minas Gerais declarou a Folia de Reis como Patrimônio Imaterial do Estado.


Grupos de Folias de Reis este ano saíram pouco às ruas. A maioria dos integrantes faz parte do grupo de risco para o Coronavírus. Têm também pouco ou quase nada apoio do Poder Público Municipal.


Imagine uma gente cheia de fé e tradição, uniformizada, seguindo em cortejo, percorrendo casas e cantando aquela música inconfundível que se arrasta num agudo até o último fôlego.


A música de uma Folia é um diálogo sacro, católico e cultural. Ela é elemento de um conjunto de atos com cronograma, hierarquia, respeito e religiosidade. É folclore.


Festa de Reis tem som, tem cor e tem cheiro de comida boa, farta e com o tempero da tradição.


Na teoria, são 1.255 grupos em Minas Gerais e na prática, mais de 4 mil. Folia de Reis é Patrimônio Imaterial de Minas Gerais (desde 2017).


Onde tem uma folia, tem um bisavô, um avô, um pai, um neto, um sobrinho, as mulheres, um bando de criança que nem sabe o que está fazendo ali (mas vai aprender um dia) e mais um alguém curioso que acha aquilo tudo muito rico e quer participar também. Folia é encontro do povo daqui com os companheiros de lá de outra terra.


Folia que para se manter firme por mais de 300 anos em Minas teve que compartilhar. O tom certo da melodia foi ensinado e o recomeçar a cada ano também!


Que antagônico! A receita da tradição agora depende da mudança. Pandemia. O tempero da folia tem gosto de silêncio e o compasso é de espera. Os mestres estão guardados, os instrumentos estão parados. O que não muda é o exercício da fé, sem encontro ou aglomeração.


O Dia de reis é celebrado em 6 de janeiro, pois foi nesse dia que os Reis Magos conheceram Jesus.


Esse dia assinala também a data na qual as árvores, os presépios, os adornos e as decorações natalinas são retirados pelas famílias que decoram suas casas para as festas de fim de ano.


É comum os grupos de Folia de reis, também chamados de Companhias de reis, visitarem as casas de sua região nesse dia, tocando músicas e dançando para celebrar o nascimento de Jesus e o encontro com os três Reis Magos.


Em troca, os moradores das casas visitadas oferecem comidas e prendas.


HISTÓRIA DA FOLIA DE REIS

A origem da Folia de reis está associada a uma tradição cristã de origem portuguesa e espanhola, que provavelmente foi trazida para o Brasil no século XIX.


A Folia de reis é celebrada na religião católica com o intuito de comemorar a visita dos três Reis Magos (Gaspar, Melchior - ou Belchior- e Baltazar) ao menino Jesus.


A celebração dura 12 dias e vai desde 24 de dezembro (véspera do nascimento de Jesus) até o dia 6 de janeiro, data na qual os Reis Magos chegam a Belém.


No momento em que os Reis Magos avistaram no céu a Estrela de Belém, eles foram ao encontro de Jesus e levaram incenso, ouro e mirra para presenteá-lo.


Por trás dos presentes levados havia uma simbologia:

Ouro: representava a realeza

Incenso: representava a divindade ou a fé

Mirra: representava a imortalidade


CARACTERÍSTICAS DA FOLIA DE REIS

Um grupo de Folia de reis é formado por um mestre ou embaixador, um contramestre, os três Reis Magos, os palhaços, os alfeires e os foliões.


Além disso, durante a Folia de Reis é possível assistir aos desfiles dos grupos dedicados ao festejo pelas ruas.


Os integrantes dos grupos usam fantasias coloridas, dançam e tocam músicas típicas com diversos instrumentos (como, por exemplo, violas, reco-reco, tambores, acordeões, sanfonas, pandeiros, gaitas, etc.).


Todo grupo tem a sua própria bandeira ou estandarte.


CURIOSIDADES SOBRE A FOLIA DE REIS


Na Espanha, a “Festa de reis” possui grande importância religiosa sendo mais festejada que o Natal. Os presentes, inclusive, são trocados nesse dia.


Na Itália, a Folia de reis é conhecida como “Befana” e, segundo a tradição, os presentes são oferecidos às crianças por uma bruxa boa.


Em 2017, o Conselho Estadual de Patrimônio de Minas Gerais declarou a Folia de Reis como Patrimônio Imaterial do Estado.


Fonte: site todamateria.com.br / megaminas.com.br

Fotos: Ilustrativas


Σχόλια


bottom of page