top of page

COVID: Auxílio R$ 63 milhões; Saúde e Assistência Social - R$ 4 milhões; Cultura - R$ R$ 395.374,39


Ao longo de 2020, o impacto econômico do auxílio emergencial chegou a superar a arrecadação de quatro em cada cinco municípios brasileiros. As informações são do portal Estadão, que entrevistou o presidente da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), Rodrigo Spada.


Conforme o levantamento, em 4.403 municípios brasileiros, 79% do total, o valor injetado na economia local com o pagamento do auxílio à população vulnerável foi maior do que a arrecadação com impostos e taxas municipais.

No total, diz a entidade, houve queda de 2,2% nas receitas próprias dos municípios (tributárias), com impostos como o ISS (serviços) e o IPTU (propriedade urbana). Mas as perdas foram compensadas pelo crescimento de 13,4% nas receitas de transferências, incluindo o auxílio emergencial. Com isso, a receita geral teve um aumento de 6,7%. O levantamento levou em conta 4.681 dos 5.570 municípios do País que repassam dados ao Tesouro Nacional.



SAÚDE E ASSISTENCIA SOCIAL


Enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavirus - R$ 4.403.347,89; Enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavirus- R$ 69.057,00;

O valor total foi dividido entre os Fundos Municipais de Saúde e Assistência Social:


12/2020 – Saúde – R$ 89.927,00

11/2020 – Saúde – R$ 91.603,00

09/2020 – Saúde – R$ 396.798,40

08/2020 – Saúde – R$ 1.853.697,00

08/2020 – Social – R$ 116.780,00

07/2020 – Saúde – R$ 670.000,00

06/2020 – Social – R$ 434.340,00

05/2020 – Social – R$ 478.440,00

04/2020 – Saúde – R$ 119.965,82

03/2020 – Saúde – R$ 151.796,67


CULTURA

Auxílio financeiro aos estados, ao distrito federal e aos municípios relacionado ao apoio emergencial do setor cultural devido a pandemia da covid-19 - R$ 395.374,39


EDUCAÇÃO

Dinheiro direto na escola para a educação básica - R$ 43.025,96


.

bottom of page