top of page

Com previsão de mais chuvas, rios da região voltam a preocupar moradores


As áreas de instabilidade de uma novo episódio de Zona de Convergência do Atlântico Sul, e a presença de uma frente fria perto da costa fluminense, deixam o tempo muito instável no estado do Rio De Janeiro nesta quarta-feira. O grande volume de chuva que já foi acumulado nos últimos 15 dias e a expectativa de mais chuva até o fim da semana, elevam o estado de preocupação para transbordamento de rios e deslizamentos.


RIOS COM NÍVEIS ALTOS


Algumas áreas na região serrana do Rio de Janeiro e do Norte/Noroeste Fluminense estão em alerta pelo monitoramento do INEA - Instituto Estadual do Ambiente.


Às 5 horas da madrugada de 9 de fevereiro, o rio Pomba, em Santo Antônio de Pádua/Estação 17, estava com 4,61 metros, com tendência de elevação. A cota de 80% (alerta) é em 4 metros e o transbordo ocorre com 5 metros. Às 2 horas, o nível do Pomba estava em 4,01 metros.


Em Laje do Muriaé, o rio Muriaé também está muito elevado e já atingia a cota de 4,83 metros às 5 horas da madrugada. A cota de alerta é e, 4,12 metros o transbordo ocorre com 5,15 metros


PREVISÃO


O tempo segue instável no estado do Rio de Janeiro até o fim da semana, com chuva frequente e que pode ser forte em vários momentos.


ENCHENTE EM MURIAÉ


Temporal em Muriaé chega a 103 mm e o acumulado de fevereiro já é de 221 mm, sendo que a média histórica seria de 132 mm. enchente atinge os bairros divisório, Santana, José Cirilo, Napoleão, Dornelas, Prainha, Barra e outros às margens do Rio Muriaé e Preto.


Foto enchente Muriaé: Silvan Alves

Σχόλια


bottom of page