top of page

Previsão do clima no sudeste para dezembro de 2023


Dezembro marca o início do verão meteorológico, que compreende o período que vai até o fim de fevereiro. O solstício de verão, que é o início do verão no calendário, ocorre no dia 22 de dezembro, às 00h27, pelo horário de Brasília.


O fenômeno El Niño deve atingir seu ponto máximo entre dezembro de 2023 e janeiro de 2024 e vai continuar tendo forte influência no Clima sobre o Brasil. As condições para muita chuva na Região Sul e menos chuva na Região Norte ainda serão observadas.


Porém, alterações no padrão de temperatura da água do mar do oceano Pacífico Tropical e na costa leste do Nordeste, vão permitir a aproximação da Zona de Convergência Intertropical, que vai facilitar a ocorrência de chuva sobre parte do Norte e do Nordeste.


Outras mudanças ocorreram no padrão de temperatura da água do mar do oceano Atlântico Sul. A porção oceânica na costa do Uruguai, do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina está com temperatura um pouco abaixo da média, em contraste com a porção oceânica na costa do Paraná e da Região Sudeste que está com temperatura acima da média. Esta situação vai permitir que mais frentes frias se aproximem da costa da Região Sudeste e isso poderá causar mais eventos de chuva forte nas áreas litorâneas do Paraná, São Paulo e Rio De Janeiro.


REGIÃO SUDESTE

Na Região Sudeste, a chuva mais frequente e volumosa está prevista para o estado de São Paulo, Triângulo Mineiro, Sul de Minas e extremo sul do Rio de Janeiro.


A chuva será frequente principalmente no oeste e no sul de São Paulo, na faixa de divisa com o Paraná, mas em geral provocadas também por calor e alta umidade.


As frentes frias vão atuar principalmente no sul, litoral e leste de São Paulo, causando maior variação térmica principalmente na primeira quinzena. As temperaturas tendem a ficar acima da média em todas as áreas Região Sudeste, mas estas regiões terão alguns períodos amenos intercalando com períodos de calor um pouco mais intenso por causa da passagem das frentes frias.


A cidade de São Paulo terá pancadas de chuvas frequentes de final de tarde, principalmente no fim da primeira quinzena e na segunda quinzena de dezembro. Várias destas pancadas poderão ser fortes e causar transtornos pela cidade.


A chuva forte no fim da tarde e à noite pode causar problemas pontuais também no interior de São Paulo. Entre as áreas mais sujeitas a esses temporais estão a região de São Carlos, de Campinas e o oeste paulista


O Sul do Rio de Janeiro, onde estão a região de Resende e a Costa Verde, terá episódios de chuva forte e também veranicos, períodos com pouca chuva e calor intenso. A chuva será irregular ao longo de dezembro, embora a expectativa seja de que o mês termine com chuva acima da média.


Os veranicos em dezembro também poderão ocorrer em todas as outras áreas do estado do Rio de Janeiro, inclusive a capital, no norte e leste de Minas Gerais (região do Vale rio Doce) e no Espírito Santo. Em todas estas regiões, também na Grande Belo Horizonte, a chuva de dezembro será irregular e o mês deve terminar com acumulados abaixo da média em várias áreas. O Espírito Santo poderá ter períodos relativamente longos sem chuva.


A irregularidade da chuva vai deixar a temperatura mais alta do que o normal no norte e leste de Minas, no Espírito Santo e na faixa litorânea do estado do Rio de Janeiro. Estas regiões são as mais sujeitas a terem dias de calor mais extremo.

bottom of page