top of page

Campanhas de vacinação contra gripe e sarampo são prorrogadas até o dia 24/6

Coberturas seguem abaixo das metas preconizadas pelo Ministério da Saúde; pessoas dos grupos elegíveis que ainda não se vacinaram devem procurar a unidade de saúde


Devido às baixas coberturas vacinais para as duas doenças no estado, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) prorroga as campanhas nacionais de vacinação contra a influenza e o sarampo até o dia 24/6. O comunicado sobre a prorrogação foi emitido pelo Ministério da Saúde (MS), na quinta-feira (2/6), e tem o objetivo de garantir a imunização do público elegível para as duas campanhas, mantendo coberturas vacinais ideais e garantindo a proteção contra as doenças, que são imunopreveníveis. As vacinas são gratuitas e estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde em todo o estado.


Até essa quinta-feira (2/6), as coberturas vacinais contra a influenza e sarampo em Minas Gerais estavam em 54,6% e 47%, respectivamente. Para a gripe, a meta é de 90% de cobertura vacinal para os grupos prioritários, estimados em 8.299.488 pessoas. Em relação ao sarampo, a campanha de 2022 foi direcionada aos trabalhadores da saúde e crianças de seis meses a menores de 5 anos – mais de 1,7 milhão de indivíduos – e a meta de cobertura vacinal é de 95%.


“As campanhas de vacinação contra a gripe e contra o sarampo foram prorrogadas até o dia 24/6. Isso só aconteceu porque não batemos a nossa meta. Estamos longe, aliás”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti. “O sarampo é uma doença que já tinha sido erradicada em nosso estado e no nosso país e voltamos a ter essa doença em nosso território porque deixamos de lado a vacinação. E também a gripe, pois estamos em um momento sazonal de doenças respiratórias, com muitas pessoas gripando e internando e poderíamos ter este público protegido”, afirmou o secretário, que fez ainda um alerta para a população. “A principal arma contra essas doenças está disponível no posto de saúde. Então, quem ainda não se vacinou e é do grupo do público alvo, vá até o posto e garanta a sua proteção, para que não corra nenhum risco neste período”, completou.


Segundo a coordenadora do Programa de Imunizações da SES-MG, Josianne Gusmão, a ampliação da cobertura vacinal contra a influenza e o sarampo tem como objetivo ainda evitar complicações, hospitalizações e óbitos causados pelas duas doenças. “A vacinação é importante, é a forma mais segura e eficaz de interromper a circulação de vírus e evitar a sobrecarga no sistema de saúde. A gripe e o sarampo são doenças sérias e a melhor forma de prevenção é a vacinação”, reforça.


AÇÕES


Ainda segundo Josianne Gusmão, durante o período de prorrogação serão intensificadas ações de mobilização em todo o estado para estimular a vacinação. “Nos próximos dias vamos reforçar com as equipes das Unidades Regionais de Saúde ações de mobilização junto aos municípios, dentre elas a busca ativa e a vacinação extramuro”, informa.


bottom of page