top of page

Ar seco deixa quase todo o Brasil com baixa umidade do ar


Um grande sistema de alta pressão atmosférica atua sobre o Brasil, deixando o ar seco e inibindo a formação de grandes nuvens em quase todo o país. A baixa umidade do ar impede a ocorrência de chuva.


Nuvens de chuva crescem pela faixa litorânea do Nordeste e em algumas áreas da Região Norte.


Além do Brasil, este sistema de alta pressão atmosférica atua sobre a Bolívia, Paraguai, Uruguai e sobre o centro-norte da Argentina.


REGIÃO SUDESTE


O ar seco predomina no Sudeste do Brasil. Quase toda a Região tem um dia ensolarado e sem condições para chuva. Algumas nuvens crescem pelo litoral de São Paulo, no norte do Rio De Janeiro, no Espírito Santo, no centro, leste e norte de Minas Gerais, mas não provocam chuva.

O interior de São Paulo, o centro-oeste e o noroeste de Minas Gerais devem registrar níveis de umidade entre 21% e 30% nas horas mais quentes do dia. O dia amanhece frio no Sudeste, mas a tarde é quente.


Há condições para nevoeiro ao amanhecer no leste de São Paulo.


Atenção para o ar seco com níveis de umidade entre 21% e 30% no norte e oeste do Paraná, no centro, norte e oeste de São Paulo, no centro, oeste e noroeste de Minas Gerais (inclui Triângulo Mineiro), no centro, leste e norte de Goiás, no Distrito Federal, no noroeste de Mato Grosso, no leste, sul e oeste de Mato Grosso do Sul, no centro-sul e leste do Pará, no Tocantins, no centro e sul do Maranhão, no interior do Piauí e no oeste da Bahia e no Vale do São Francisco.

Commentaires


bottom of page