top of page

Ações do Governo mineiro contra a covid-19 asseguram menor taxa de óbitos do Brasil

Para manter pandemia sob controle, Governo alerta população e orienta cautela durante período de celebrações


Com segunda maior população do país – 20,87 milhões de habitantes - Minas Gerais é o estado com o menor número de mortos por milhão de habitantes, quando o assunto é a pandemia de covid-19, conforme publicado dia 26/12 pela revista eletrônica Poder 360 e também de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Ainda que o cenário demande atenção, constante vigilância e monitoramento por parte da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) o resultado é fruto de planejamento intenso e ações estratégicas, como o investimento em leitos de terapia intensiva e a aquisição antecipada de respiradores e equipamentos de proteção individual para serem distribuídos aos municípios.


Desde o início da pandemia de covid-19, quando, em março foi declarada a Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional, a SES-MG atuou para fortalecer a a rede pública de saúde, que viu seu quantitativo de leitos de UTI praticamente dobrar: o estado conta, atualmente, com 3.899 leitos, contra os 2.072 de fevereiro. Todas as macrorregionais de saúde tiveram sua rede assistencial fortalecida.

Diante do cenário atual no Brasil, que aponta aumento do número de casos confirmados, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais adotou mais uma estratégia de monitoramento: as Unidades de Resposta Localizada (URL), que consistem em planos de ações colocados diariamente em prática de forma a identificar todo tipo de gargalo que possa impactar na condução da pandemia: de falhas nos sistemas de informação que devem ser alimentados pelos municípios até pagamento de prestadores, nada deve passar despercebido.

Nem mesmo o comportamento individual do cidadão, uma vez que as festas de fim de ano batem à porta e podem significar risco à saúde por conta da contaminação pelo novo coronavírus. “Vamos seguir com todas as ações de controle da pandemia e contamos com o esforço de todos. Precisamos que cada cidadão faça sua parte. É de bom senso que as celebrações deste ano sejam mais íntimas, evitando, assim, aglomerações e aumento na transmissão do vírus. Assim teremos mais garantia de um melhor 2021”, reforça o secretário de Estado de saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral.


Por Lila Alves


Комментарии


bottom of page