top of page

10 vereadores votam pela aprovação da troca de débitos do Estado no mercado financeiro


Marcada para esta segunda-feira, 25 de novembro, a reunião extraordinária para votar a autorização para o prefeito municipal negociar junto ao mercado financeiro o débito no valor de R$ 9 milhões junto ao mercado financeiro.

Este valor já foi reconhecido através de um acordo judicial firmado entre o Município de Leopoldina e o Governo de Minas Gerais que serão pagos em parcelas.

Para o projeto ser aprovado, o prefeito precisava dos votos de 2/3 do total dos vereadores, ou seja, 10 votos.


Votaram a FAVOR do projeto: Helio Braga – PSC, Rogério Campos Machado – PL, Helvécio – PL, Ivan Nogueira – MDB, Kélvia Raquel – PHS, Flavinho do Ônibus – PT, Didi de Piacatuba – PSC, Pastor Darcy – PV, Waldair Costa – PSD e Totõe Pimentel – PHS.


Votaram CONTRA o projeto: Didi da Elétrica – PV, José Ferraz – DEM, Jacques Villela – DEM, José Augusto – PSDB e Tião das Três Cruzes – PC do B.


O que teria mudado o entendimento do outro projeto rejeitado para cá


Recentemente, o prefeito já tinha enviado um outro projeto solicitando uma autorização para um empréstimo de R$ 3 milhões junto ao BDMG para ser usado em obras de infraestrutura não definidas e nem orçadas do município.

Na ocasião, votaram CONTRA a proposta do empréstimo, os vereadores José Ferraz – DEM, Jacques Villela – DEM, Pastor Darcy – PV, Didi da Elétrica – PV, Tião das Três Cruzes – PC do B, José Augusto Cabral – PSDB, Flavinho do ônibus - PT, Didi de Piacatuba - PSC, Totõe Pimentel - PHS e Waldair Costa - PSD.

Votaram a FAVOR, os vereadores Helinho Braga – PSC, Rogério Campos Machado – PR, Helvécio – PR, Ivan Nogueira – MDB, Kélvia Raquel.

Estranhamento, a coerência do voto não foi realizada. A população deverá ficar atenta!


bottom of page